Propriedade florestal no Alto Alentejo

Ordem n.° Port-11
Pinheiro bravo
Castanheiro - Sobreiro
1.100.000 €

Propriedade florestal à venda de 240 hectares situada na Serra de São Mamede, no Alto Alentejo, encontra-se a 10 km da vila histórica de Marvão, 20 Km de Portalegre e 235 km de Lisboa.

 

Esta propriedade situa-se no Parque Natural da Serra de São Mamede, sendo caracterizada pelo relevo ligeiramente acidentado, que se destaca da planície alentejana.

Devido à sua localização geográfica e à presença da serra, apresenta um conjunto de características edafoclimáticas, que lhe conferem um caráter peculiar, com temperaturas médias baixas e níveis de precipitação superiores a outras zonas do Alentejo, favoráveis ao desenvolvimento do seu coberto vegetal e florestal.

Atualmente encontra-se florestada com plantações relativamente recentes de pinheiro bravo, sobreiro, castanheiro e carvalho.

 

Encontramos diferentes estágios e tipologias de plantação destas espécies, nos diferentes setores em que se encontra organizada a propriedade.

 

A presença de pinheiro bravo divide-se em dois tipos de povoamento:

  • Uma zona (cerca de 36 ha) com regeneração natural muito densa, iniciada em 2004, com grande número de árvores por hectare, capaz de gerar retorno de curto prazo e regular, através de cortes intermédios seletivos (postes e varas).
  • Uma outra zona (cerca de 154ha) com plantações com diferentes idades, de 2007 a 2013, sendo a sua maioria de 2012 (105ha). Prevê-se que dentro de 5 anos se iniciem os primeiros cortes intermédios, com corte final previsto dentro de 35 a 40 anos.

 

Encontramos também populações de Sobreiro em fase adulta (cerca de 3 ha) com plena produção e em plantações jovens (cerca de 23 ha) com idades entre os 10 e os 18 anos. Estas últimas foram podadas em 2017.

 

A plantação de Castanheiros divide-se também em 2 classes etárias :

  • a primeira cerca de 50 árvores adultas, com produções anuais entre os 20 e os 35 kgs de castanha por árvore,
  • a segunda, mais jovem, plantada em 2012 e 2013, com cerca de 250 árvores.

 

Encontramos ainda algumas zonas povoadas com Carvalho Alvarinho e Carvalho Negral, com menor expressão.   

 

A propriedade dispões de uma rede de caminhos e pistas em bom estado de conservação que permite uma boa acessibilidade aos diferentes sectores.

 

Existe ainda um pequeno núcleo de ruínas, passíveis de ser recuperadas, localizadas numa leve encosta com vistas deslumbrantes sobre a vila histórica de Marvão, com bons acessos desde a estrada alcatroada.

 

A propriedade dispõe de Plano de Gestão Florestal, com o planeamento dos principais trabalhos e abates futuros.

 

Esta propriedade enquadra-se num investimento de médio-longo prazo, encontrando-se numa fase jovem da maioria das plantações.

As colheitas regulares e cortes intermédios possíveis nos próximos anos, em algumas zonas, permitem gerar rendimentos no curto prazo, de carácter regular, capazes de cobrir os custos de manutenção necessários nos próximos.

A possibilidade de recuperação das ruínas existentes e presença de água em diferentes pontos da propriedade são pontos fortes a destacar.

 

Votre navigateur n'est pas à jour, votre experience sur le site ne sera pas opimale.